cardioFoi anunciado que um novo procedimento tem ajudado a alcançar grandes reduções nas taxas de morte dos pacientes submetidos à cirurgia de aneurisma da aorta abdominal.

Durante um período de 18 meses as taxas de mortalidade caíram de 2,4% para 1,8%, de acordo com a segunda auditoria nacional do procedimento.

Os especialistas afirmam que um programa nacional de melhoria da qualidade jogou um papel chave nas melhorias.

Isto incluiu a introdução da reparação endovascular minimamente invasiva, que é agora usada como tratamento para maior número de pacientes.

O estudo mostra que aquelas taxas de mortalidade para aproximadamente 8.700 pacientes submetidos a este procedimento eram de apenas 0,8%,  em comparação com 3,8% de 4.700 pacientes que foram submetidos a cirurgia aberta.

O presidente da Sociedade Vascular, professor Julian Scott, afirma: ‘Este relatório de acompanhamento mostra uma ampla aplicação do reparo endovascular para aneurisma aórtico abdominal eletivo e uma redução significativa na mortalidade para aneurisma aórtico abdominal durante um período relativamente breve.

 

“Isto reforça nosso compromisso com a melhoria de qualidade contínua e a segurança do paciente.”

Medcenter